Últimas Notícias

Segurança Pública reforça fiscalização educativa com operação ‘Fique em Casa’

    fonte: ma10

Áreas de acesso à Avenida Litorânea estão fechadas para passagem de frequentadores, com fins a evitar que a orla marítima seja ocupada, causando aglomeração de pessoas. O trabalho, realizado neste domingo (5), por equipes da Polícia Militar, integra as atividades da operação Fique em Casa, coordenada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA).

O objetivo da operação educativa é fazer cumprir o decreto do governador Flávio Dino que, por conta da pandemia do coronavírus, restringe a circulação de pessoas e funcionamento de estabelecimentos de serviços não essenciais. 

A operação vai ser promovida enquanto houver risco com a pandemia. O trabalho iniciou no sábado (4), com ação no bairro Cohab e vai percorrer outras áreas comerciais e de lazer da capital. As atividades têm participação da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, Secretaria de Estado de Saúde (SES) e apoio de órgãos fiscalizadores da Prefeitura de São Luís. 

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Pedro Ribeiro, enfatizou a esperança que todos sejam conscientes e sensíveis ao problema vivido neste momento. “Há uma pandemia que mobiliza o mundo e nós também precisamos fazer nossa parte para atravessar esse problema com segurança e mantendo a saúde. A operação é educativa, para sensibilizar as pessoas da importância em manter o isolamento social e a atividade comercial suspensa. Todos queremos voltar à vida normal e, para isso, é preciso um pouco de sacrifício neste momento, respeitando as regras e prezando pela vida de familiares e amigos”, pontuou o coronel. 

Durante a operação, as equipes abordam pessoas orientando sobre a manutenção do isolamento social, do distanciamento determinado para evitar possíveis contaminações e informando sobre eventuais riscos. Em estabelecimentos comerciais, caso sejam de serviços não essenciais e estejam funcionando, contrariando o decreto governamental, as equipes informam das normas do documento que orientam o fechamento. Na fiscalização realizada na Cohab, no último sábado, foram abordados 60 estabelecimentos comerciais.

Conforme Decretos 35.713 e 35.714, assinados na sexta-feira (3), ficou estabelecido, entre outros, suspensão das aulas da rede pública e privada de ensino até o dia 26 de abril; fechamento de estabelecimentos comerciais não essenciais (academias, shopping centers, cinemas, teatros, bares, casas noturnas, restaurantes, lanchonetes, centros comerciais, lojas e afins) até o dia 12 de abril. 

O documento decreta ainda suspensão de atividades que possibilitem a grande aglomeração de pessoas em equipamentos públicos ou de uso coletivo e atividades de órgãos vinculados ao Poder Executivo. Os decretos completos estão disponíveis no site do Governo do Maranhão.

Nenhum comentário

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão