GAISPI aprova definição do SET, mas emissoras seguirão transmitindo em H264 para preservar base atual de receptores


O GAISPI aprovou, em reunião realizada ontem (13), as especificações técnicas, definidas pelo SET, dos receptores que serão distribuídos às famílias do Cadastro Único.

Conforme já havíamos antecipado, os receptores terão que ser compatíveis com o sistema DVB-S2X (e seus antecessores), compressão de vídeo H265/H264 e utilizar a codificação Verimatrix ou Nagravision 3, do SAT HD Regional.

Entretanto, segundo apuramos, as emissoras seguirão transmitindo em H264 para preservar a base atual de receptores.

Estima-se que hajam cerca de 2,5 milhões de receptores do SAT HD Regional, em utilização no Brasil, que só abrem canais com compressão H264. Não se sabe, contudo, até quando as emissoras continuarão utilizando este formato.

A distribuição dos kits de banda Ku (antenas e receptores) às famílias de baixa renda deve começar ainda em junho, para quase 300 mil famílias que residem em capitais e que utilizam parabólicas em banda C para ver TV aberta, de acordo com informações publicadas pelo portal TeleSíntese.

"Os primeiros (receptores) deverão ser da Bedinsat, que iniciou sua empresa já com essas características (definidas pelo SET)", informou uma fonte envolvida.

Da Redação do Portal BSD

0 Comentários