Membros de igreja decidem dispensar pastor que se vestiu de drag queen na TV

           Informe: Gospel +

Craig Duke era pastor da Igreja Metodista Newburgh United, em Indiana (EUA), e foi convidado para dublar a música para um programa de TV fantasiado de drag queen. Ele vestiu uma peruca rosa, botas de plataforma e usou um vestido branco com brilhantes.

Durante sua participação, Duke afirmou que “se você está se perguntando se há esperança em um futuro e um deus que ama você… Oh, sim, há!”, e acrescentou: “Não espere até ter permissão para fazer o que foi feito para você fazer. Saia e ame a todos”.

A reação dos membros da congregação foi amplamente negativa, e ele foi “convidado” a se retirar da função, segundo informações do portal ND Mais. Ele ocupava a função de pastor principal na congregação.

A direção da igreja enviou um e-mail aos membros e informou que Duke foi “dispensado dos deveres pastorais”. Para não deixa-lo desassistido, ele poderá permanecer na casa pastoral com sua esposa, Linda, até fevereiro de 2022. Nesse período, ele também receberá uma fração do salário que tinha como pastor.

Mitch Gieselman, superintendente da Conferência Metodista Unida de Indiana, disse que o pastor não pediu demissão, nem renunciou: “Embora haja uma diversidade de opiniões sobre as implicações morais das ações do reverendo Duke, ele não foi considerado como tendo cometido qualquer ofensa passível de cobrança ou outra violação do Livro Metodista Unido de Disciplina”, afirmou, destacando que a decisão foi tomada pela congregação.

0 Comentários