Zé Trovão só deve se entregar à polícia após manifestações do dia 7

       FONTE: JMNotícia

Nesta sexta-feira (3), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, por ter convocado as pessoas para as manifestações do dia 7 de setembro.

Zé Trovão, porém, não se apresentou à polícia e até a noite deste sábado (4) não foi encontrado pelos agentes da Polícia Federal que está fazendo buscas para localizá-lo.

O advogado do caminhoneiro, Levi de Andrade, disse que ele não irá se entregar até o dia das manifestações. “Tentaram silenciar 10 líderes, mas se esqueceram que existem 10 mil líderes que vão às ruas no feriado da Independência. A decretação da prisão vai insuflar ainda mais os manifestantes”, disse Andrade.

Zé Trovão é um dos alvos do inquérito que apura a organização de “atos antidemocráticos” por estar convencendo os caminhoneiros a irem até Brasília protestarem contra o STF e à favor do presidente Jair Bolsonaro.

0 Comentários