Mãe diz que colocou fogo no filho recém-nascido sem saber se ainda estava vivo


      Direto do maisgoiás


Na manhã desta quarta-feira (12), a Polícia Civil de Anápolis prendeu I. F. B., 24 anos, suspeita de matar e ocultar cadáver do filho recém-nascido. Ao ser interrogada, a investigada disse que não sabe se o bebê estava morto quando o colocou no lote baldio e ateou fogo nele.

O cadáver foi encontrado por moradores da região na manhã desta quarta-feira, parcialmente carbonizado. Uma das partes do corpo do bebê que se encontrava preservada era exatamente no local onde havia uma etiqueta com a identificação do hospital e de parte do nome da mãe do bebê.

A partir de então, os policiais fizeram o levantamento de imagens de câmeras de vigilância, que flagraram o momento em que a jovem deixa o recém-nascido no lote baldio. As cenas (produzidas na última segunda-feira) mostram a suspeita levando o corpo do bebê numa caixa de papelão branca para o fundo do lote e voltando ao carro para pegar o álcool e o isqueiro.

Após assistir às imagens, a Polícia Civil saiu à procura da mãe do bebê. Durante o interrogatório, a mulher confessou a prática do crime e afirmou que tentou realizar aborto, escondeu a gravidez de seus familiares e até de seu namorado, acrescentando que amamentou a criança apenas no seu primeiro dia de vida e que não sabe dizer se, no momento em que ateou fogo no corpo do recém nascido, ele estava vivo ou morto.

Depois de confessar, ela foi levada ao presídio local, onde se encontra à disposição da Justiça.

0 Comentários