Mulher é presa após ser condenada por latrocínio e associação criminosa no Maranhão

Segundo a polícia, em novembro de 2014 a mulher e mais quatro pessoas realizaram um arrastão e roubaram cerca de 15 pessoas em balneário na cidade de Timon.
João Paulo Soares dos Santos, 29 anos, foi assassinado com um tiro disparado por um dos assaltantes.  — Foto: Divulgação.
João Paulo Soares dos Santos, 29 anos, foi assassinado com um tiro disparado por um dos assaltantes. — Foto: Divulgação.
                       Por G1 MA

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Homicídio da cidade de Timon, deu cumprimento a um mandado de prisão por sentença condenatória contra uma mulher, de 25 anos, que não teve o nome divulgado, pelos crimes de latrocínio e associação criminosa.


O mandado de prisão foi expedido pelo juiz da 1° Vara Criminal de Timon e foi cumprido no bairro Parque Alvorada, em Timon, a cerca de 426 Km de São Luís.


Segundo a polícia, em novembro de 2014 a mulher e mais quatro pessoas realizaram um arrastão e roubaram cerca de 15 pessoas que estavam em um balneário na zona rural da cidade de Timon.


Na ocasião, o eletricista João Paulo Soares dos Santos, 29 anos, reagiu ao assalto e acabou sendo assassinado com um tiro disparado por um dos assaltantes. A vítima estava no local com a namorada e um casal de amigos.


De acordo com as investigações, o grupo criminoso chegou ao balneário como se fosse uma família. Eram três homens, duas mulheres e um adolescente, que chegaram de táxi e ficaram na área bebendo e comendo. No início da noite, eles renderam cerca de 15 pessoas e anunciaram o assalto. O grupo levou dinheiro, celulares, joias, duas motos e um veículo das vítimas.


Na época do crime a polícia conseguiu identificar os criminosos e chegou a recuperar as motos e o carro roubado.


O grupo já era investigado como autor de outros assaltos realizados na cidade de Timon.

0 Comentários