Últimas Notícias

Polícia deve indiciar familiares de dois idosos torturados em asilo

Cinquenta idosos estavam internados em asilo particular de Santa Luzia (MG)
    R7

A Polícia Civil deve indiciar familiares de, ao menos, dois idosos que foram torturados em um asilo particular em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Para a delegada Bianca Prado, as pessoas podem responder por abandono de incapaz.

— A responsabilidade primária é da família. Então, a gente pede que a família procure a prefeitura, o hospital e retire o seu familiar. A gente não está pedindo que, quem não tem condições de criar, leve para casa. Não é isso. É que essa família ampare esse seu familiar, que leve para outra instituição, mas que verifique a seriedade dessa instituição.

A Polícia investiga se sete idosos internos do asilo morreram devido a maus-tratos nos últimos anos. Três deles morreram entre novembro do ano passado e julho deste ano. O abrigo funcionava há três anos no bairro Barreiro do Amaral, em Santa Luzia. 


A dona do estabelecimento também será investigada pela Polícia Civil por reter a aposentadoria de internos. 

Nesta semana, cinco pessoas foram presas acusadas de maus-tratos contra os idosos: a dona do estabelecimento, Elizabeth Lopes Ferreira, seu marido Paulo Lopes Ferreira, suas duas filhas, Poliana e Patrícia Lopes Ferreira e o cuidador Jorman Alexander do Amaral. Segundo a Polícia Civil, todos negam as agressões, apesar dos relatos dos idosos. 

A reportagem tenta contato com a defesa dos detidos para comentar as detenções.

Nenhum comentário

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão