Oficial: Tiago Bardal está fora da Polícia Civil do Maranhão



Agora é oficial. Depois de quase dois meses o Conselho da Polícia Civil ter decidido expulsar o então delegado Tiago Bardal, o governador do Maranhão, Flávio Dino, assinou a saída do agora ex-delegado da Polícia Civil.

Tiago Bardal comandava a Superintendência de Investigações Criminais, mas acabou sendo preso em fevereiro de 2018, quando foi acusado de envolvimento com uma quadrilha de contrabandistas. Bardal também é acusado deextorquir dinheiro de assaltantes de banco para facilitar as ações dos criminosos no Maranhão. Bardal nega as acusações e se diz inocente.

O curioso é que a saída de Bardal, coincidentemente, acaba acontecendo no mesmo dia em que a Justiça autorizou o ex-delegado a comparecer a Comissão de Segurança da Câmara Federal para a oitiva solicitada pelo deputado federal Aluisio Mendes.

Tiago Bardal e o delegado Ney Anderson tem acusado, sistematicamente, Jefferson Portela de ter realizado investigações ilegais, inclusive através de grampos sem autorização, contra desembargadores, filho de desembargadores e políticos, principalmente aqueles que não são da base do governador Flávio Dino. Jefferson Portela tem negado as acusações.

0 Comentários