Últimas Notícias

Michel Temer se recusa a depor no Ministério Público Federal

Ex-presidente Michel Temer preso pela Lava Jato em São Paulo. Foto: Reprodução / GloboNews Foto: Agência O Globo

     SBT BRASIL

O ex-presidente Michel Temer seria levado nesta sexta-feira (22) para depor, mas, se recusou a responder às perguntas do Ministério Público Federal. 

A Justiça definiu que será realizada na quarta-feira (27) a análise do pedido de habeas corpus de Temer e dos outros presos na operação. Os recursos serão apurados pelo Desembargador Federal Ivan Athié.

O ex-presidente está preso preventivamente em uma cela improvisada na superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro. 

Temer é acusado pela Força Tarefa da Operação Lava Jato de chefiar uma organização criminosa que atua há quarenta anos no Rio. 

As prisões de Temer e de outras nove pessoas foram decretadas pelo Juiz Federal Marcelo Bretas, com base em uma investigação sobre desvios na construção da usina nuclear Angra Três, no sul fluminense.

Segundo os investigadores, o grupo teria desviado quase dois bilhões de reais em propina, em um esquema que estaria ativo até os dias de hoje.

Como parte da operação, Bretas ainda autorizou a quebra de sigilo telefônico de Temer no dia anterior à sua prisão. Oito números foram interceptados. Os procuradores, agora, irão avaliar o conteúdo.

De acordo com o Ministério Público, o Coronel Lima era o principal operador financeiro de Temer. 

No momento de sua prisão, que ocorreu na tarde desta quinta-feira (21), Lima tentou esconder dois aparelhos celulares embaixo de uma almofada do sofá, porém, foram encontrados pelos agentes quando um deles tocou. 

Além dos telefones, foram apreendidos também relógios importados, cada um avaliado em cerca de trinta mil reais. 

Na manhã desta sexta-feira, Moreira Franco e Coronel Lima foram encaminhados à sede da Polícia Federal para prestarem depoimento, contudo, somente o ex-ministro concordou em responder às perguntas do MPF. 

No final da tarde, ambos retornaram à Penitenciária em Niterói, onde permanecerão detidos até o julgamento de seus recursos.

Nenhum comentário

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão