Últimas Notícias

Juiz concede HC para empresário acusado de mandar matar irmãos em MT

Uma liminar concedida pelo desembargador Pedro Sakamoto, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, deu ao empresário do agronegócio, Sérgio João Marchett, um habeas corpus pela Justiça estadual nesta segunda-feira (28).

O juiz da Primeira Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis, a 214 km de Cuiabá, Wagner Plaza Machado Junior, tinha decretado a prisão preventiva do empresário na quarta-feira (23), na ocasião o suspeito poderia ser preso a qualquer momento, inclusive pela Interpol, visto declarar residência na Bolívia e Colômbia.


A decisão proferida também determina que o réu Sérgio Marchett seja julgado em sessão do Tribunal do Júri pelas mortes dos irmãos Brandão Araújo Filho e José Carlos Machado Araújo, crimes ocorridos nesta cidade de Rondonópolis, a 214 km de Cuiabá, nos anos 1999 e 2000 respectivamente. Contra o Sérgio haviam algumas medidas cautelares, entre elas a de comparecimento em juízo a cada dois (2) meses, o que não vem sendo realizado desde julho de 2015.

O advogado Daniel Gerber, que defende o empresário, alegou à Justiça que o acusado é idoso, possui a saúde debilitada, com necessidades especiais de locomoção, e que respondeu a todo o processo em liberdade.

O defensor também afirmou em suas alegações que Marchett possui endereço fixo, tanto em São Paulo (SP) quanto na Bolívia, em razão de negócios relacionados à plantação de soja, e que jamais descumpriu nenhuma decisão judicial desde que foi posto em liberdade.

Entre os pontos analisados pelo desembargador, ele diz que é preciso levar em consideração a idade avançada do empresário, atualmente com 77 anos, e seu aparente estado de saúde debilitado, o qual, conforme atestados médicos, necessita de auxílio para se locomover.

Nenhum comentário

REGRAS DE POSTAR SEUS COMENTÁRIOS;

- Comentários que agredirem outras pessoas serão excluidos
- Deixe sua opinião e evite palavras de baixos escalão