Câmera principal do telescópio Hubble está quebrada, diz Nasa

O telescópio Hubble, de 28 anos de idade, apresentou problemas nesta terça-feira (8) — Foto: Nasa via AP
A principal câmera do telescópio Hubble, a Wide Field Camera 3 — responsável por considerável produção científica do instrumento — teve um problema no hardware nesta terça -feira(8) e está sem funcionar, anunciou a Nasa. As informações são da agência de notícias Associated Press e da revista científica "Nature".

Segundo a revista, é improvável que engenheiros da agência espacial consigam resolver o defeito antes do fim da paralisação parcial do governo americano, que começou no dia 22 de dezembro. O impasse se deve ao fato de o Congresso dos EUA não ter aprovado a verba de cerca de R$ 21,3 bilhões para a construção de um muro na fronteira com o México. O presidente Donald Trump se recusou a sancionar qualquer lei orçamentária que não incluísse os recursos.

A câmera, que consegue fotografar em luz visível, ultravioleta e perto do infravermelho, já capturou imagens impressionantes de estrelas e galáxias, e auxiliou em levantamentos sobre o céu. Também estudou objetos do próprio Sistema Solar, descobrindo algumas das pequenas luas ao redor de Plutão, assim como a 14ª lua ao redor de Netuno.

Esta é a primeira vez em que a câmera apresenta problemas, afirmou à Associated Press a porta-voz Cheryl Gundy, do Instituto de Ciência de Telescópio Espacial, em Baltimore, responsável pelas operações científicas do telescópio.

As operações de missão do Hubble estão centralizadas no Goddard Space Flight Center, no estado de Maryland, onde a maioria dos funcionários, incluindo muitos especialistas do Hubble, está sem trabalhar por causa da paralisação do governo americano.

0 Comentários