Justiça acata pedido de prisão preventiva contra João de Deus


O pedido foi protocolado pelo Ministério Público de Goiás, na última quarta-feira, 12, após centenas de denúncias de abuso sexual contra o médium 

A Justiça de Goiás acatou o pedido de prisão contra o médium João de Deus, de 76 anos, nesta sexta-feira, 14. A petição foi protocolada na última quarta-feira, 12, pelo Ministério Público de Goiás que montou uma força-tarefa para investigar casos de abusos sexuais que teriam sido praticados pelo líder espiritual.

Desde a última sexta-feira, 7, quando foi ao ar o programa Conversa com Bial, da Rede Globo, centenas de mulheres afirmam que foram abusadas sexualmente pelo médium dentro da Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. Ele realiza atendimento lá há mais de 40 anos.

Não há, porém, informações de onde o líder se encontra.

0 Comentários