Laudo contesta versão de jovem sobre ferimento em forma de suástica

Resultado de imagem para imagem de corpo marcado com faca
A polícia concluiu o laudo que analisou os ferimentos da jovem que afirmou ter sido atacada por três homens no Rio Grande do Sul. Segundo o documento, as lesões foram feitas pela vítima ou sem que ela reagisse, já que não há sinais de que ela tentou se defender.

O caso ganhou repercussão nacional há duas semanas, quando a estudante registrou um boletim de ocorrência na Polícia Civil. Ela alegou que foi vítima de homofobia e perseguição política, já que no momento do suposto ataque usava um símbolo do movimento LGBT.

O laudo de lesão corporal apontou que o desenho que remete a uma suástica - principal símbolo do nazismo - tem características de automutilação, como ter sido feito em um local de fácil acesso do corpo, com múltiplas lesões lineares e superficiais.

0 Comentários