Roberto Elísio, agressor da própria mãe, morre em São Luís

Condenado a 10 anos de prisão por agredir a própria mãe, morreu nesta segunda-feira (24) o bacharel em Direito Roberto Elísio Coutinho de Freitas.

Ele passou mal na sexta-feira (21) e foi levado ao Socorrão II, onde acabou morrendo.

Elísio havia sido condenado em outubro do ano passado, depois de o Blog do Gilberto Léda divulgar um vídeo em que ele aparecia agredindo a mãe, uma professora universitária aposentada, de 84 anos e doente de Alzheimer (saiba mais).

Além da prisão, o bacharel foi condenado a pagar R$ 2 milhões pelos danos causados à vítima.

0 Comentários