Identificada uma das assassinas da jovem maranhense morta em Santa Catarina


O delegado Ênio de Oliveira Matos, da polícia civil de Santa Catarina, revelou, nesta quinta-feira, que já está elucidado o assassinato da dançarina maranhense Braieny Alves, executada a tiros no último dia 5, em Florianóplis. Disse que uma das assassinas já foi identificada.

Informações procedentes de fontes policiais catarinenses dizem que a jovem teria sido abordada por duas mulheres, próximo a uma casa noturna situada à Rua Major José Augusto de Farias, na área central de Florianópolis. Após manter uma conversa com as suspeitas, tiros foram disparados e logo em seguida as suspeitas fugiram em um automóvel, deixando Braieny Alves caída no chão.

Essa versão foi divulgada após a polícia ter a acesso a imagens de câmara de vigilância instaladas na área onde o assassinato aconteceu. A polícia já está de posse de mensagens postadas pela proprietária da boate onde Brieny estaria trabalhando.

Segundo familiares, a jovem viajou para Santa Catarina em busca de trabalho e da possibilidade de conseguir dinheiro para comprar uma casa para a família e terminar de pagar a faculdade. Dona Miriam Alves, mãe da garota, transtornada, diz que não entende como alguém possa ter feito mal para a sua filha, “uma menina prendada, gentil e humana”.

0 Comentários