Atendente é assassinada por ex dentro de viatura da Polícia Militar

Atendente é assassinada por ex dentro de viatura da Polícia Militar

Uma mulher identificada como Laís Andrade Fonceca,de 30 anos, foi assassinada a facadas pelo ex-companheiro dentro de uma viatura da Polícia Militar. O casal estava sendo levado de Pavão para Teófilo Otoni, cidades localizadas em Minas Gerais, quando o homem tirou uma faca que estava escondida no tênis e esfaqueou a vítima que trabalhava como atendente.

De acordo com a Polícia Militar de Teófilo Otoni, atendente havia procurado a polícia para denunciar que o ex havia colocado uma câmera dentro do banheiro de sua residência. Segundo a denúncia feita por ela, as imagens eram exibidas para o suspeito em um computador.

Segundo a polícia, inicialmente Laís Andrade não quis prosseguir com representação contra o suspeito, mas orientada pelo delegado de plantão, resolveu aceitar. Os dois, então, foram colocados no banco de trás da viaturadurante o percurso entre as duas cidades que é de 96 km.

A viagem seguia normal até que já próximo de Teófilo Otoni, o suspeito, que segundo os policiais foi revistado, tirou uma faca do tênis e matou a mulher. Em seguida, pulou do veículo e acabou sendo preso.

“Ele passou por uma busca pessoal, com é feito de praxe, mas antes de seguir viagem pediu para passar em casa para pegar alguns documentos. Foi neste momento que ele pegou uma faca e escondeu dentro do tênis. Situação que não foi notada pelos militares, nem pela ex-companheira”, contou ao G1 um dos policiais presentes.


Fonte: Com informações do G1 via Tribuna em Foco

0 Comentários