Homem é preso suspeito de matar namorada e esconder corpo em Goiânia



O servidor público, Kleber de Sousa Prado, de 53 anos, acabou preso por suspeita de ter matado a namorada, Ana Luiza de Sousa, de 35 anos, a facadas, no dia 27 de abril, deste ano, em Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o homem confessou o crime e alegou ter assassinado a companheira por ela não querer mais manter o relacionamento.

Conforme as investigações, a vítima namorava com o suspeito desde 2015 e foi assassinada na própria casa, no Parque Amazônia, na capital. Após o crime, Kleber abandonou o corpo da namorada em um lote de Senador Canedo.

Ana Luiza teve uma das mãos decepadas, parte dos dedos da outra arrancados, assim como o couro cabeludo. Segundo a polícia, o objetivo era dificultar os trabalhos de identificação do corpo da vítima, que foi reconhecida por uma tatuagem e outras características corporais.

A Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), para quem Kleber prestava serviço, informou que não vai se pronunciar sobre o caso.

O servidor foi detido na cidade de Planura, em Minas Gerias, em um rancho a beira de um lago. Ele confessou o crime e levou os policiais ao local onde havia escondido o corpo de Ana.

Até o momento, Kleber permanece preso na Delegacia Estadual de Investigação de Crimes (Deic) e será indiciado por feminicídio. Caso seja condenado, a pena pode chegar a até 30 anos de prisão.

0 Comentários