Decisão judicial impede médica de realizar consultas durante reta final das eleições 2016

Foto do documento de decisão judicial.


Após protocolado pedido de liminar feito pela coligação "DELMIRO NÃO PODE PARAR", fica decido através da 40ª Zona Eleitoral de Alagoas, no Município de Delmiro Gouveia que os representados Eraldo Cordeiro, Gabriel Varjão, Carlos Roberto Correia realizaram compra de votos através de atendimentos médicos gratuitos de forma ilícita pela Dra. Dáfila Varjão Correia.

Os receituários médicos foram utilizados de forma ilegal, pois Dra. Dáfila não é contratada ou concursada pelo referido município o que pode causar confusão aos eleitores, além de consequências mais graves.

Mediante decisão, fica proibido a realização de atendimentos médicos ou consultas por parte da Dra. Dáfila no município de Delmiro Gouveia até o dia 03 de outubro, após o pleito.

0 Comentários